• Diogo Oliveira

Workshop no Parque dos Poetas - Biodiversidade de Oeiras

Oeiras tem Vida

Em colaboração com o Município de Oeiras (CMO) estamos a promover um conjunto de visitas guiadas, gratuitas, para observação da fauna (aves, mamíferos, anfíbios, repteis, peixes e insectos) e flora que habitam em diversos espaços verdes municipais. Esta é uma excelente oportunidade para conhecer a biodiversidade destes locais. Como sou o guia do passeio torna-se complicado conseguir fotografar, por isso, agradeço à Sara Almeida da CMO por disponibilizar algumas fotografias!


Workshop de Iniciação à Observação e Fotografia de Fauna

O Parque dos Poetas é dos parques mais bem organizados da região de Oeiras, no entanto, no meio de toda esta organização existem várias espécies que lhe dão uso, quer seja na procura por alimento ou como refúgio. Neste dia realizámos um pequeno workshops de introdução à observação de fauna, a parte teórica decorreu no interior do edifício Atrium e a parte prática nos jardins do Parque dos Poetas.

Num dia de muita chuva, acabámos por ter alguma sorte. Durante a parte teórica caíram alguns pingos, mas durante a parte prática a chuva só se fez sentir durante uns segundos. E permitiu observar diversas espécies, em especial uma poupa que fez as delicias dos participantes.


Lista de espécies observadas

  • Alvéola-branca – Motacilla alba

  • Andorinha-dos-beirais – Delichon urbicum

  • Chamariz – Serinus serinus

  • Estorninho-preto – Sturnus unicolor

  • Gaio – Garrulus glandarius

  • Gaivota-de-patas-amarelas – Larus michahellis

  • Garça-boeira – Bubulcus ibis

  • Melro-preto – Turdus merula

  • Osga-comum – Tarentola mauritanica

  • Papa-moscas-cinzento – Muscicapa striata

  • Pisco-de-peito-ruivo – Erithacus rubecula

  • Poupa – Upupa epops

  • Rabirruivo-preto – Phoenicurus ochruros

  • Rola-turca – Streptopelia decaocto

  • Toutinegra-de-barrete-preto – Sylvia atricapilla

As fotografias são meramente ilustrativas das espécies observadas, enquanto estou a guiar os percursos é complicado conseguir também estar a obter fotografias das espécies.