• Diogo Oliveira

Percurso nos Jardins da Fábrica da Pólvora - Biodiversidade de Oeiras

Oeiras tem Vida

Em colaboração com o Município de Oeiras (CMO) estamos a promover um conjunto de visitas guiadas, gratuitas, para observação da fauna (aves, mamíferos, anfíbios, repteis, peixes e insectos) e flora que habitam em diversos espaços verdes municipais. Esta é uma excelente oportunidade para conhecer a biodiversidade destes locais. Como sou o guia do passeio torna-se complicado conseguir fotografar, por isso, agradeço à Sara Almeida da CMO por disponibilizar algumas fotografias!


Percurso de Observação de Fauna

A Fábrica da Pólvora é um dos locais mais enigmáticos que tive oportunidade de visitar nos últimos tempos. Embora não o tenha feito do ponto de vista histórico, mas sim do ponto de vista biológico. Os jardins e todos os edifícios associados revelam parte da história da região de Lisboa. Algo que é sempre interessante conhecer, seja qual for a nossa área de formação.

Em termos de fauna a zona envolvente é composta por diversos habitats, a ribeira apresenta alguma vegetação ripícola que está em bom estado de conservação, sendo observadas diversas espécies de peixes nativos. Pelo menos uma das espécies está criticamente ameaçada, e por isso, a sua conservação é de extrema importância. O facto da ribeira se encontrar no meio de uma zona urbanizada pode dificultar algumas tomadas de decisões, no entanto, a sua preservação nunca deve ser posta em causa devido a estes habitantes especiais.


Não tenho pena nenhuma

A avifauna também está muito presente na zona, para além da zona ribeirinha, existem também vários relvados, zonas de floresta, muitos arbustos, tudo em conjunto fornecem uma dinâmica diferente da maioria dos jardins mais artificiais. Em combinação com um menor número de pessoas a vaguear acabam por facilitar a presença de diversas espécies.


Lista de espécies observadas

  • Alvéola-branca – Motacilla alba

  • Alvéola-cinzenta – Motacilla cinerea

  • Bico-de-lacre – Estrilda astrild

  • Boga-portuguesa – Iberochondrostoma lusitanicum

  • Carriça – Troglodytes troglodytes

  • Chapim-rabilongo – Aegithalus caudatus

  • Gralha-preta – Corvus corone

  • Melro-preto – Turdus merula

  • Morcego-de-peluche – Miniopterus screibersii

  • Pardal-dos-telhados – Passer domesticus

  • Periquito-rabijunco – Psittacula krameri

  • Pintarroxo – Linaria cannabina

  • Pintassilgo – Carduelis carduelis

  • Pisco-de-peito-ruivo – Erithacus rubecula

  • Pombo-doméstico – Columba livia

  • Osga-comum – Tarentola mauritanica

  • Rã-verde – Pelophylax perezi

  • Rabirruivo-preto – Phoenicurus ochruros

  • Rola-turca – Streptopelia decaocto

  • Rouxinol-bravo – Cettia cetti

  • Verdemã – Cobitis taenia