• Diogo Oliveira

Novas caixas-ninho instaladas - Instituto Politécnico de Setúbal

Campus do Instituto Politécnico de Setúbal

Em colaboração com o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS) estamos a promover o aumento da biodiversidade do campus em Setúbal, com a implementação da várias caixas-ninho e caixas-abrigo para diferentes espécies, realização de visitas e saídas de campo com alunos, criação de um projeto na plataforma iNaturalist onde podem adicionar observações realizadas neste espaço (link), e outras formas de divulgar e promover o campus.

Instalação das Caixas-ninho

A instalação de caixas-ninho nas cidades serve para colmatar a falta de locais naturais onde a avifauna constrói os ninhos e se reproduz. Num contexto urbano a colocação de caixas-ninho em substituição das cavidades naturais é uma mais valia, isto porque a remoção de árvores mortas ou troncos ocos é uma constantemente no paradigma da cidade de forma a evitar acidentes e a manter as cidades vivas e verdes. Neste sentido foram colocadas 32 caixas-ninho de vários modelos no campus do IPS em Setúbal no dia 26 de novembro de 2020 pelos alunos da unidade curricular da qual sou professor, Animação e Educação em Contexto Natural, do 2ºano do Curso Técnico Superior Profissional em Gestão de Turismo. A instalação das caixas-ninho prolongou-se até ao início da noite, no entanto, todas as 32 caixas-ninho foram instaladas com sucesso.


Gostaria de agradecer ao IPS a oportunidade de realizar esta ação de instalação das caixas-ninho, ao vice-presidente Prof. Carlos Mata a rapidez com que conseguiu obter as caixas-ninho para as instalarmos ainda neste ano, ao Prof. José Sousa todo o apoio, à Prof.ª Helena Simões pela ajuda disponibilizada e por se ter lembrado do escadote da ESE dado que sem ele algumas das caixas-ninho não teriam sido instaladas e, por fim, a todos os alunos que abraçaram este projeto e foram incansáveis do primeiro ao último minuto.


As fotografias foram tiradas pelo Prof. José Sousa, que também desempenhou as funções de registar todas as caixas e os respetivos locais (mesmo de uma que lhe passou ao lado e obrigou a voltar ao local em plena noite).