• Diogo Oliveira

Missão: Sucesso a Fotografar a Lontra-europeia, Mamíferos de Portugal

A lontra-europeia, Lutra lutra, são animais silenciosos e difíceis de observar directamente no seu habitat natural, por isso, qualquer observação é sempre espectacular e rara. Fugindo um pouco ao que habitualmente escrevo, vou desta vez relatar o que observei e não descrever a espécie ao pormenor.


Num final de tarde simples, sem grandes cores, sem grandes descobertas, apenas um pequeno passeio para desanuviar e descansar a cabeça dos trabalhos. Deparei-me a vaguear sem rumo, até chegar a um pequeno charco. Observei galeirões a fugir, galinhas-de-água aflitas com a minha presença, e a água a mexer-se, e a mexer-se, e a mexer-se. Não parecia nenhum animal a fugir, por isso, primeiras suspeitas era que seriam lontras. Olhei para a outra margem e lá estavam elas, um pouco longe para a objectiva, mas facilmente observáveis.


Ao inicio pareciam-me apenas duas lontras. Mas depois de analisar melhor as imagens, é possível verificar que são 3 lontras diferentes. Foi a primeira observação naquele preciso local, e nunca antes foram observados dejectos delas na zona, o que levanta várias questões. É possível observar uma das lontras a afastar-se de outras duas que estarão à luta uma com a outra. Levantam-se várias questões, serão elas residentes a expulsar uma invasora? Ou será, esta “invasora” que está a expulsar um novo casal à procura de novo território? Se estão a expulsar, serão mesmo residentes? A última questão, será que são crias e estão apenas na brincadeira?


Não pude ficar a observá-las, não possuía a adequada camuflagem e preferi afastar-me para não as afugentar do local. No futuro tentarei observá-las, e mais importante documentar a vida delas. Alguma ideia?